Maratona de Berlim 2013

Maratona de Berlim 2013

segunda-feira, 18 de junho de 2012

o dia em que encontrei uma garrafa

Cláudio, eu e Enio. Foto gentilmente tirada e enviada pela Mayumi.
Sábado fiz uma corrida diferente no Ibirapuera, com os amigos Cládio Dundes e Enio. Encontrei uma garrafa vazia com uma rolha. Fui, então, colocando nela tudo que conseguia coletar pelo caminho, coisas que pudessem ser utilizadas nas horas certas, quando desse aquela desanimada por um motivo ou outro, que afinal a vida não é feita só de coisas boas.

Primeiro coloquei gentileza. Essa consegui coletar logo no início. Afinal, o que moveu Cláudio e Enio para se disporem a ir em um sábado às 7:00h para o Ibirapuera me acompanhar nesse treino? ainda mais quando me lembro que Cládio só poderia treinar por cerca de 6k e foi dormir tarde na véspera.



A seguir coloquei a minha impressão do cenário encontrado, que era perfeito. Afinal, começava a correr em uma trilha, com uma neblina fina, o sol subindo e tecendo raios entre as árvores. A imagem me lembrou a imagem que fazia do livro As Brumas de Avalon, que muito me marcou na adolescência. Nesse momento os amigos ainda não corriam comigo. Sentia, aos poucos, que entrava em comunhão com aquele lugar e com aquele momento único. A garrafa ia sendo preenchida.

Enio, na definição Miguel e que eu concordo plenamente, o que há de melhor no mundo Baleias, logo se juntou a mim. Aproveitei e coloquei um pouco da cultura nipônica dentro da garrafa. Sinto que ela irá me ajudar em muitos momentos. Conversamos bastante, favorecidos pelo ritmo do treino, que não era dos mais puxados.

No momento seguinte, Cláudio se juntou a nós e incluí a camaradagem na garrafa. Começamos a dar a volta do parque junto à cerca, que tem cerca de 6k. Era bom demais correr junto daqueles amigos. O papo fluía e eu adoçava a mistura da garrafa com gotas de sabedoria.



Então Cláudio parou e Enio deu mais uma volta comigo. As pernas não eram mais as mesmas. Incluí então na garrafa a persistência que tínhamos em nos manter correndo por ali. O amigo voltava de contusão e se esforçava para se manter ali.

Ao final do treino os amigos fizeram questão de me acompanhar até a passarela de saída do parque e coletei mais gentileza dos amigos. Até porque teriam que voltar todo o trajeto para buscar as bicicletas que havia deixado para trás.

Por fim coloquei o rótulo na garrafa. Não sei porque resolvi rotulá-la Felicidade. Na confusão, não sei como, acabei esquecendo-a na mochila de Cláudio. Peço, então, amigo que a traga novamente ao RJ para a Maratona. Afinal, cá ela me faz muita falta.



detalhes técnicos para que me lembre depois: foram 17,5k percorridos. Ao final, ao constatar que a água no hotel custava extorsivos R$7 a garrafa, acabei não me hidratando e sofri bastante com dor nas pernas ao fim da tarde, que se prolongou até a manhã seguinte. Fiz o que se recomenda. Dei um trote de 20 minutos no domingo pela manhã e a dor foi embora. Fiquei com a impressão que a falta de hidratação correta teve um efeito, pois o treino não foi tão puxado para ficar com aquela dor, que não foi nada agradável, pois sentia que teria um cãibra a qualquer momento.
Outro ponto é que a corrida foi apenas um ponto de um final de semana que foi absolutamente perfeito com vários amigos. Pena que os demais não corram (ainda)...
De fato houve uma garrafa de hidratação esquecida com o Cláudio, que só me lembrei no meio do post.

14 comentários:

  1. esses dois meninos, Cláudio e Ênio, são o que há de melhor, no universo!
    estar ao lado deles, correndo e conversando, é garantia de muitas doses de felicidade!

    saí de São Paulo sem correr no Ibirapuera... preciso voltar, é o jeito:)

    parabéns pelo treino, Sérgio!

    abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Elis. Estar com pessoas especiais é realmente mágico. Eles dois são muito bacanas.

      Pense pelo lado bom de não ter corrido pelo Ibirapuera. Ficou com um motivo para voltar lá!

      bjs
      Sergio

      Excluir
  2. Muito legal a sua forma de relatar o treino Sergio.
    Gostei mesmo. Parabéns

    Corridas do Luizz

    ResponderExcluir
  3. Você e a Elis tem um jeito incrível e cativante de relatar sobre os treinos. Acho super legal isso.
    Abraço e parabéns pelo belo treino ao lado dos amigos Ênio e Cláudio.

    PS: daqui 20 dias é "nóis" aí na Maratona do Rio. hehe


    tutta/BALEIAS/PR
    www.correndocorridas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Tutta.

      É nóis no RJ he he

      abraço,
      Sergio

      Excluir
  4. Correr ao lado de pessoas maravilhosas como Ênio e Cláudião é tudo de muito bão mesmo!!!

    Nos vemos no Rio dia 08. Parabéns pelo treino!!!

    Bjos,
    Dani
    correndoemagrecendo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida, Dani!
      Nos vemos no dia 8!
      bjs
      Sergio

      Excluir
  5. Olá! Cada treino é único e de todos eles é possível extrair um lição.Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. É mesmo muito bom treinar com os amigos. Belo texto.

    ResponderExcluir
  7. ué.... eu jurava que tinha deixado um comentario, aqui...

    dessa garrafa eu dei uma golada que me deixará saciado até o rio.

    Ponto final!!!!

    ResponderExcluir

Tenho um enorme carinho pelos que comentam por aqui e procuro responder a 100% dos comentários, aqui na própria seção. Vamos lá, diga aí embaixo o que achou ou qualquer coisa relacionada às corridas...