Maratona de Berlim 2013

Maratona de Berlim 2013

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Da Zona Norte à Zona Sul

Sábado fiz um treino que queria há muito tempo.

Saí de casa a procura de mais um pedacinho de mim. Era fim de tarde. Fui assim meio devagar, como quem vai comprar pão na esquina, ainda que a ideia fosse ir um pouquinho mais longe.

Primeiro passei na Praça Afonso Pena, a "pracinha" dos meus filhos. Foi ali que dei minhas primeiras corridas, há coisa de 20 anos (epa, dei uma entregada na idade agora he he). Muita gente, nesse agradável sábado de inverno.

Praça Afonso Pena
 Segui. Passei na casa de meu compadre Daniel, que agora anda no sul. Pessoa ímpar de caráter extraordinário. Desses que todo mundo gosta sem fazer força...

Chegava ao sambódromo, agora deserto. Muito diferente das muitas vezes que vi o carnaval e a história acontecer ali. Lembrei-me do meu primeiro desfile, de passar um dia na fila para conseguir ingresso, das lágrimas de emoção de minha mãe quando a 1ª escola passou na avenida. Eram muitas lembranças boas. Coisas que não se esquece jamais.

Sambódromo  
Segui. Passei no Estácio, na porta da quadra e da região onde o Rio foi fundado. Pensava que aquele pedaço um dia revitalizado faria muito sucesso. Belos casarões, ainda que a maioria esteja abandonado. Não tirei fotos. Foi pena, mas ficou bom assim também. Às vezes tenho vontade de tirar uma foto de nada, e às vezes vejo algo muito bacana mas simplesmente não consigo parar para fotografar. Paciência.

Deparei com os prédios novos que estão sendo construído pela Petrobras, já no centro da cidade. Um conjunto de edifícios moderno, todo espelhado, contrastando com os casarões antigos em volta. A região terá que melhorar bastante para receber todas as pessoas que trabalharão por ali.

Novo Prédio da Petrobras
Chegava à Rua do Lavradio, onde ocorria uma Feira de Antiguidades. Corria bem, ainda que parando para tirar as fotos. O próximo passo foi a Avenida Chile, de vários prédios bacanas, da Catedral, do BNDES e da Petrobras.

Av Clile. Petrobras à direita e BNDES em frente. A Catedral, que não se vê, está à direita.

Enquanto o sol ia baixando a endorfina ia entrando na veia e minha alma se renovando. Continuava. Entrei na Sen. Dantas e passei na porta do meu trabalho. Tão diferente ver isso deserto em um fim de sábado. Muito bom lançar um novo olhar sobre algo já conhecido.

Em um instante estava no Aterro e tinha a primeira vista do mar. Seguia pela ciclovia. Ali havia praticamente iniciado minha caminhada rumo à 1ª meia-maratona. Curioso como já achei aquela altimetria "chata". Agora, muito mais bem preparado, achava bem tranquilo.

Aterro e Praia do Flamengo. Baia de Guanabara à frente.
A temperatura, que havia se iniciado bem alta, agora caía bastante e ficava agradável. Era um delicioso fim de tarde de inverno. A essa altura não sabia até onde ía, que meu GPS tinha travado e a única coisa que tinha ideia era a hora que havia começado e que queria correr por cerca de 2 horas.

Pela primeira vez via com contornos claros o Pão de Açucar. Eu que, ainda que nascido fora, me considere carioca, nunca vou deixar de achá-lo muito bonito. Será que as pessoas ali dentro daquele bondinho me viam aqui embaixo?

Aterro, com Pão de Açucar ao fundo

Um pouco mais adiante, a bela enseada de Botafogo. A foto ficou tremida, talvez para dizer que isso não era um passeio, mas um longão. Fotos dali existem aos montes pela internet, mas aquele momento ali não, que aquilo ali é só meu e, assim, só eu tenho registrado. Ali fiz 4 tiros de 30" previstos na planilha. Sentia-me muito bem...

Enseada de Botafogo
Chegava ao final de botafogo e seguia em direção à Urca, mas dessa vez não iria perto da casa da minha amiga Elis, que o caminho era outro. Virei à direita na UFRJ e segui em direção à Copacabana. Não quis pegar o túnel, resolvi passar por cima do morro que liga Botafogo à Copacabana.

Ladeira do leme. Subida. Foto do Google.


ao final da ladeira há um arco! Foto do google.



e depois do arco uma descida. Ai minha perna he he! Foto do google.

Esse é um trecho, de cerca de 700 metros, com inclinação próxima aos 10%. Prometi que podia exaurir minhas forças que não ia parar de correr, nem para tirar foto. Meu coração quase saiu pela boca, mas consegui chegar ao final sem caminhar por nem um momento. Quase tão dura quanto aquela subida era a descida do outro lado. Ali tinha que usar as pernas como freios o que, convenhamos, depois de 1h30' de corrida já não é tão fácil.

Chegava em Copacabana. Já era início de noite. Refiz as contas, achei que dava para ir até Ipanema. Segui pela ciclovia. Sentia-me leve e arrisquei umas aceleradas. Estava bem demais. Cheguei ao final da praia e à ligação com Ipanema. Passei na Forester, loja do meu cunhado, que não estava por lá.

Copacabana, à noite.


Cheguei à Praia de Ipanema. Fiquei na dúvida de como chegar ao metrô e perguntei a alguém. A resposta foi ótima: "- Entre na próxima direita, mas está um pouco longe!". Deu vontade de responder de onde vinha, mas melhor deixar para lá que o sujeito ia me achar maluco. Dois minuto depois chegava à estação do metrô. Tomei um suco, um sanduíche e encarei uns 40 minutos em pé para casa já que, todo suado, não quis me sentar.

Destino final


Ainda passei numa feira e comprei um doce de compota para minha mãe que, afinal, havia ficado com as crianças, já que a esposa viajava. É incrível, mas chegava totalmente inteiro e pronto para outra.

O trajeto inteiro está na figura abaixo:


Ao final foram cerca de 19k, em 1h54', se minhas contas estiverem certas.

18 comentários:

  1. Beleza de passeio, muito bem documentado, Sergio. Um dia ainda quero fazer um "treino livre" no Rio, já que todas as vezes em que estive por aí, corri exatamente nos mesmos lugares.

    Abraço e boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom demais, Fábio. A vantagem de morar em cidade grande é que temos muitas opções para os longões! Espero que tenha a oportunidade de correr por outros lugares quando vier aqui...
      abraço,
      Sergio

      Excluir
  2. Maravilha! Um dia quero correr no Rio de Janeiro. Abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! vem sim, a cidade te espera!
      abs
      Sergio

      Excluir
  3. Simplesmente, sensacional.
    Esse é o treino.

    ResponderExcluir
  4. delícia de corrida!
    é desse tipo de percurso que gosto... sair redescobrindo as ruas do Rio...

    quando você chegou ao Flamengo, me senti correndo com você:)
    e tenho essa mesma sensação ao fotografar: possuir e ser possuída pela paisagem!
    é sempre diferente o que vejo
    sempre diferente o que sinto...

    gosto muito de correr lá na Ladeira do Leme... fico indo e voltando, indo e voltando... já corri 10km só nessa brincadeira:)
    e é bem tranquilo lá!

    e a compota, hein? deu uma provadinha? ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!!

      Pensei em te chamar, mas resolvi o que ia fazer na hora, e sábado naquela hora saindo da Tijuca ia ficar meio ruim, né?!

      Fotografar é bacana, que nos ajuda a eternizar aqueles momentos! só quebra um pouco o ritmo, mas faz parte! eu precisava de um treino assim!

      Quanto à Ladeira do Leme, eu não expliquei bem, mas eu passei pela passagem subterrânea em frente ao Rio Sul e subi ela pelo outro lado, perto da Morada do Sol. Você costuma pegar ela ali ou pelo Rio Sul? se é por ali você está bem demais mesmo, porque eu cheguei ao final com 2 palmos de língua para fora! do lado do Rio Sul é menos íngreme...

      Não provei a compota, risquei do mapa por enquanto! he he.

      Obrigado pela visita!

      bjs
      Sergio

      Excluir
    2. Eu ia te perguntar justamente isso, se estava correndo na companhia da Elis.
      Esse é o tipo de trajeto que a faria repetir várias vezes: Que lindo!!!

      Belo percurso! Belo treino!

      Excluir
  5. Oi Sérgio!
    Que delícia de treino.
    Estive no Rio no início do ano de férias. Naquela época estava começando a engatinhar na corrida, mesmo assim curti muito correr por Copacabana, Ipanema. Sabe que ás vezes quando estou muito cansada ou entediada com o treino faço minha mente me teletransportar para essas paisagens, rsrsrs.
    Vcs são mesmo privilegiados.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alessandra,
      Muito bom, né?!
      Que bom que você já teve oportunidade de correr por aqui. Mas cada lugar tem seus atrativos, eu às vezes vejo imagens de uns treinos no interior que fico babando!
      abs
      Sergio

      Excluir
  6. Sérgio,
    Um longão com cara de passeio. Que beleza!
    Abração!
    Gilmar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí, companheiro!
      valeu!
      abs
      Sergio

      Excluir
  7. Definitivamente um Corredor feliz!

    Abs

    André

    ResponderExcluir
  8. Bom dia:

    Legal o blog...
    O encontrei pela imagem acima da tal LADEIRA_pensei que os tais lixos fossem um corpo_risos!
    Passava por tal quando morava na cidade, quando voltava do tal shopping: achava uma aventura descê-la de carro.
    Sobre tal: passastes por ela SUBINDO ou DESCENDO? Porque se subir... Só de pensar/imaginar me dá aflição, hehe. E descer TODO SANTO AJUDA.
    Conheci pessoas que praticavam CORRIDA tb. Inclusive um que participou da corrida de SÃO SILVESTRE (chamado VINICIUS LIMA SANTOS); foi meu colega de uma disciplina na faculdade - em PORTO ALEGRE. E quem corria (não sei se corre mais) MARATONAS era aquela atriz que fez o robô daqueleseriado SUPER VICKY, chamada TIFFANY BRISSETTE: e parece que ela era boa mesmo.
    Reconheço que correr não é meu forte - o máximo que faço são CAMINHADAS RÁPIDAS; qualquer corrida que dou já TENHO QUE PARAR E VOLTAR A MIM!
    Uma vez fui ao cinema (aqui em POA mesmo) há bastante tempo, com minha irmã e uma amiga nossa: e na volta meio que voltei correndo... Só recordo que fiquei com o coração tão disparado que tive que DEITAR NO MEIO DE UM CORREDOR E VOLTAR AO NORMAL!!!
    Seria isso.

    Abraços,
    Rodrigo

    http://rodrigo-arte.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rodrigo,
      que bom que você gostou do blog!
      aproveite e dê uma chance a atividade física, faz um bem danado para o espírito...
      parabéns pelo seu blog...
      abraço
      Sergio

      Excluir

Tenho um enorme carinho pelos que comentam por aqui e procuro responder a 100% dos comentários, aqui na própria seção. Vamos lá, diga aí embaixo o que achou ou qualquer coisa relacionada às corridas...