Maratona de Berlim 2013

Maratona de Berlim 2013

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Resultado da pesagem: não muito bom

Está tudo muito bem, tudo muito bom, mas o peso não está bom. Nas últimas duas semanas perdi apenas 100 g por semana, bem distante da minha meta que é de 400g e que havia conseguido perder na primeira semana do processo de emagrecimento (não gosto de chamar de dieta). Essa perda de peso é essencial para atingir minhas metas de corrida para esse ano: a meia abaixo de 1h52' e os 10k sub 50'.

O fato é que tenho comido bastante salada, nenhuma sobremesa e raríssimas massas. Esse final de semana, por exemplo, puxei o freio de mão da comida nas ocasiões sociais. Na sexta-feira foram uns amigos lá em casa e pedimos uma pizza e eu só comi 1 fatia, e morango de sobremesa. Sábado fomos a um restaurante e eu pedi salada. Domingo, almoço na minha mãe, eu comi um pratão de salada antes e depois comi o prato principal, que era uma bacalhoada. Não comi a sobremesa. Tudo bem que dessa vez repeti, mas não foi uma quantidade tão grande assim. Mas não está adiantando. Essa semana achei que o resultado seria melhor, mas não foi. Fico pensando o que posso estar fazendo de errado. Vejo três culpados.

Um fator que prejudica o processo é que, tirando a corrida, tenho uma rotina bastante sedentária. Trabalho em escritório e, nos finais de semana, tirando o longão, acabo também não tendo muita oportunidade de me exercitar. Há tempos vinha utilizando adoçante em quase tudo que podia, notadamente iogurte (1 de manhã e 1 à noite), suco em caixinha light e o cafezinho de depois do almoço. Eis que, então, li em um artigo que usar o adoçante, com o tempo, pode não ter nenhum efeito no emagrecimento. O que eu fiz? passei a comer tudo isso doce mesmo. Esse deve ser o primeiro fator.

O 2º fator deve ter sido a falta da proteína à noite. Normalmente eu deixo um pedaços de salmão e uns camarões congelados que eu faço à noite grelhado, comendo com uma salada. Fiz isso direto na primeira semana. Essa semana acabei ficando com preguiça, sem falar que acabou o estoque no meio da semana. Aí não tem jeito, o que estava na mão são os terríveis carboidratos. Tudo bem que eu procuro, já que tenho que avançar neles, pelo menos que eles venham das frutas, mas engorda. E às vezes, com fome, acabo comendo algo que não deve, nas famosas exceções.

Por último, tenho costume de almoçar em um restaurante que é parte de uma rede aqui no RJ chamada "Delirio Tropical" (só de curiosidade, é um que tem entre seus sócios o Bernardinho, por isso algumas saladas tem nomes dos jogadores). Eu adoro comer lá, pois tem ótimas saladas. O problema é esse. Ótimas até demais. O fato é que a maioria delas tem frutose ou algum outro tipo de açucar na sua composição, por isso é tão gostoso. E aí é um falso light, né?

Que caminho seguir? em relação ao açucar, o ideal seria não usar nem ele nem adoçante. Parar o suco de caixinha, que é açucar puro. De preferência também o iogurte doce, substituindo por alguma coisa. Quanto ao almoço, o negócio é escolher saladas que não incluem os açúcares, por mais que talvez não sejam tão saborosas. De noite, é simples, tenho que comer a proteína com a salada, para não ficar comendo o carboidrato excessivo que não devo.

Ideal mesmo seria procurar uma nutricionista, mas eu tenho as duas últimas planilhas das últimas consultas, acho que consigo sozinho. Espero fazer esses ajustes essa semana e ver o resultado na próxima semana.

Sei que esse papo é chato, principalmente para quem não está na mesma onda, e peço desculpas por isso. Mas a verdade é que, quando se pensa em melhorar na corrida, é importante se preocupar, além dos treinos, no que se come e em como se usa o corpo, para evitar contusões.

De resto os treinos seguem maravilhosamente bem. Estou no 2º ciclo de treinamento e estou gostando bastante deles. Me sinto muito bem.

14 comentários:

  1. Sérgio,
    cada um tem seu biotipo, né?
    Eu nem ando tão nos cascos.
    Mas, trocando a farinha branca por integral e tirando o açúcar vc já vai ter belos resultados. É importante se alimentar de 3 em 3 hrs, pq isso ativa o metabolismo.
    Se possível coma mais frutas e opte pelas amendoas entre as refeições.
    Troque tudo que for refinado e processado por coisas naturais.
    Eu não bebo refrigerantes, só qdo a hipoglicemia está batendo a porta.
    Acho que o caminho é ser o mais natural possível, tipo homem das cavernas. Não precisa ser, é claro, mas essa lógica facilita a escolha.
    E não se preocupe tanto com a sua alimentação nos treinos de até 90 minutos. O corpo aprende a se virar.
    Hj, eu saio de casa para treinar com duas colheres de mel e já fiz isso com um treino de 90 minutos. O corpo vai aprendendo a se abastecer. Mas, é preciso ir devagar. Se observe.
    ABS !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Xampa,
      No meu caso, acho que são pequenos ajustes. Já troquei a farinha branca pela integral e como bastante fruta. Refrigerante eu tomo muito raramente. Procuro também comer de 3 em 3 horas. Outro problema que não citei, vou até acrescentar no post, é que como quase todo dia no "Delirio Tropical", e muitas saladas de lá levam algum tipo de açucar. Isso também deve ter um peso.
      Quanto à alimentação no treino, acho que está boa. Só como durante o treino no longão, e não abuso. No último, de 1h35', foi 1 gel e meio torrone. Nada abusivo também.
      Acho que se parar com o açucar dos sucos e saladas e comer uma proteína a noite já vai resolver.
      Mas valeu pelas dicas. A ideia da castanha é boa, já fiz isso no passado, mas faz tempo que não como. Vou reintroduzir na dieta.
      grande abraço,
      Sergio

      Excluir
    2. Sérgio,
      Concordo com o Xampa, mas como você está realizando praticamente TUDO, acho que vale mudar o local do almoço. Você está seguindo fielmente a regra da boa dieta. No meio da leitura eu já pensava.. hahaha... ele não come de 3 em 3 horas e metabolismo ainda tá lento pros padrões dele.
      Mas parece que o restaurante tá tendo grande peso (literalmente) nos seus resultados.
      Abraços
      André

      Excluir
    3. André,
      pois é, dessa vez está mais difícil. Vou seguir o que disse. Vamos ver no que dá...
      Abraço amigo,
      Sergio

      Excluir
  2. Sergoi.
    Semana passada eu ouvi uma palestra de um cara que tem pós em fisiologia e ele comentou que correr "devagar" com apenas 60% da FCM queima mais gordura do qeu glicogênio e ajuda a emagrecer.
    Parece etranho isso, mas vale uma pesquisa e uma tentativa para confirmar.
    Espero ter coontribuído

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiz,
      Na verdade esse mito já caiu. Veja esse artigo http://migre.me/ahwlO. O que acontece é que o % de gordura queimada é maior, mas não a quantidade.
      Mas valeu pela dica!
      abraço,
      Sergio

      Excluir
    2. Pois é.
      Eu achei estranho o que ele falou, pois comigo mesmo acelerando ainda perdi peso...
      Mas como o cara falou, vai que pra alguém funciona, não é mesmo?
      E perdão por digitar as letras do seu nome invertidas.

      Excluir
    3. É isso aí!
      Não liga pro erro não!
      abraço,
      Sergio

      Excluir
  3. uma vez meu organismo travou na dieta!
    e eu não entendi nada! afinal, estava ingerindo no máximo 1400cal por dia, correndo uns 70km por semana, e comendo pouco carboidrato...
    então, resolvi trocar a estratégia...
    passei a ingerir 1600/1700 cal por dia, aumentando a quantidade de carboidrato... deu certo... voltei a perder peso... as únicas coisas mais leves que uso durante as dietas é adoçante, leite desnatado, e iogurte light... o resto é tudo "normal", apenas diminuo as porções...

    estacionei no peso, mas no meu caso é sem-vergonhice mesmo: doce e biscoito e massa... tudo demais:)

    sucesso aí no processo de emagrecimento!
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante isso, Elis. Nunca aconteceu comigo. Vou ficar de olho nas próximas semanas para ver se volto a perder peso ou não. Caso não esteja conseguindo, acho que vou na nutricionista.

      Valeu!
      bjs
      Sergio

      Excluir
  4. Oi Sergio,

    Estou tendo acompanhamento com um nutricionista esportivo desde o final de maio e perdi somente 3 kg, mas desses 3 kg 7% são de gordura, ou seja, perdi somente gordura e não músculos. Portanto, vc deve se preocupar com o percentual de gordura e não com o peso na balança.

    E acredite. Na minha dieta tem somente 90g de carbo o resto é proteína. Não vou te dizer que é fácil de fazer a dieta porque chega uma hora que enjoa, mas estou tendo resultados e muito satisfatórios. É claro, que isso não será para sempre. Já tenho nova consulta agendada e sei que a dieta mudará.

    Espero ter ajudado um pouco.

    Bjos,
    Dani
    correndoemagrecendo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani,
      Você faz muito bem. O ideal é mesmo acompanhar com nutricionista. Já fui algumas vezes e foi ótimo.

      No meu caso estou fazendo reforço muscular só para as pernas, 2x por semana e sem foco em aumento dos músculos. Acredito, então, que não esteja ganhando muita massa muscular. Por isso o foco na perda de peso. Mas pode ser que esteja enganado e tenha ganho algum músculo sim, foi boa sua dica. O ideal teria sido medir o % de gordura. Notei, entretanto, que o cinto, de duas semanas para cá, segue sendo fechado no mesmo buraco.

      O ponto é mesmo diminuir o carbo. No meu caso principalmente o açucar.

      beijos,
      Sergio

      Excluir
  5. Não tem nada de chato nesse "papoo" que você comentou Sérgio. Você comentou em algo que irá te ajudar nas futuras corridas e esse texto, provavelmente poderá ajudar a orientar outras pessoas também.
    Grande abraço e espero que dê tudo certo por aí.


    tutta/Baleias/PR
    www.correndocorridas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Tutta! bom ler isso.
      grande abraço,
      Sergio

      Excluir

Tenho um enorme carinho pelos que comentam por aqui e procuro responder a 100% dos comentários, aqui na própria seção. Vamos lá, diga aí embaixo o que achou ou qualquer coisa relacionada às corridas...